O Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (Common European Framework of Reference for Languages – CEFR) é um padrão internacionalmente reconhecido para descrever a proficiência em um idioma. O CEFR é amplamente aceito pela Europa e é cada vez mais comum ao redor do mundo. O EF SET é atualmente o único teste de inglês padronizado que avalia de forma precisa todos os níveis de habilidade, do iniciante ao proficiente, em alinhamento com o CEFR. Outros testes de inglês padronizados conseguem avaliar alguns níveis de proficiência, mas não toda a escala do CEFR.

Comece seu Teste Rápido Obtenha seu Certificado Oficial de Inglês

O que é o CEFR?

O CEFR é uma forma de descrever quão bem você fala e entende uma língua estrangeira. Existem várias diretrizes com objetivos semelhantes, incluindo o American Council on the Teaching of Foreign Languages Proficiency Guidelines (ACTFL), o Canadian Language Benchmarks (CLB), e a escala Interagency Language Roundtable (IILR). O CEFR não é ligado a qualquer teste de idiomas específico.

O CEFR é uma escala europeia e foi especificamente feito para se aplicar a qualquer linguagem europeia, portanto ela pode ser utilizada para descrever suas habilidades em inglês, alemão ou estoniano (se você as tiver). O CEFR define seis níveis de domínio em uma língua estrangeira, e o EF SET é alinhado com eles:

Nível de CEFR

 Descritor de nível

 Nível EF SET

A1

 Iniciante

 1 - 30

A2

 Básico

 31 - 40

B1

 Intermediário

 41 - 50

B2

 Usuário independente

 51 - 60

C1

  Proficiência operativa eficaz

 61 - 70

C2

 Proficiente

 71 - 100

De onde surgiu o CEFR?

O CEFR foi organizado pelo Conselho Europeu em 1990 como parte de um esforço mais amplo para promover a colaboração entre professores de línguas ao longo de todos os países europeus. O Conselho Europeu também queria melhorar a clareza para funcionários e instituições educacionais que precisavam avaliar a proficiência na língua dos candidatos. A intenção do quadro é que ele seja utilizado tanto no ensino quanto na avaliação.

Ao invés de estar ligado a um teste em particular, o CEFR é um conjunto de afirmações de capacidades que lista as funções que você conseguirá realizar utilizando uma língua estrangeira em qualquer nível de proficiência. Por exemplo, uma das afirmações do nível B1 é “Pode produzir textos simples e conectados sobre assuntos familiares e de interesse pessoal” Um professor de qualquer língua estrangeira pode utilizar essas afirmações para avaliá-lo e elaborar lições direcionadas às lacunas no seu conhecimento.

Quem usa o CEFR?

O CEFR é extensivamente utilizado no ensino de línguas na Europa, tanto no setor de educação pública quanto nas escolas de línguas particulares. Em muitos países, ele substituiu sistemas de nivelamento anteriores utilizados no ensino de línguas estrangeiras. A maioria dos ministérios de educação na Europa têm um objetivo explicitamente baseado no CEFR para todos os estudantes completando o ensino médio, por exemplo B2 na primeira língua estrangeira, B1 na segunda. Para aqueles que buscam emprego, muitos adultos europeus utilizam a nota de um teste padronizado, como o TOEIC, para descrever seus níveis de inglês.

A adoção do CEFR é muito menor fora da Europa, apesar de alguns países individuais na Ásia e na América Latina o terem adotado em seus sistemas de educação.

Por que o CEFR é importante?

Na Europa, o CEFR está cada vez mais se tornando a forma padrão de descrever seu nível de proficiência em uma língua estrangeira, particularmente em um ambiente acadêmico. Se você estudou mais de uma língua, como a maioria dos europeus, o CEFR é uma forma padrão conveniente de apresentar duas ou mais línguas no seu CV. Na escola ou na faculdade, o CEFR é o quadro padrão ao longo da Europa e pode ser utilizado sem preocupação.

Porém, em um ambiente corporativo, o CEFR não é tão amplamente compreendido. Se você decidir utilizar o CEFR no seu CV por razões profissionais, ainda é melhor incluir uma descrição do nível, a nota de um teste padronizado e exemplos de situações onde você utilizou suas habilidades com a língua (estudo ou trabalho no exterior, etc.).

Como faço para saber meu nível de CEFR?

A melhor forma de descobrir seu nível CEFR é fazendo um teste padronizado bem projetado. Em inglês, o EF SET é a melhor escolha porque ele está disponível online gratuitamente e é o primeiro teste alinhado com o CEFR. Você precisará reservar 50 minutos para completar o teste e descobrir seu nível CEFR.

Para descobrir seu nível CEFR em outras línguas europeias, os testes de avaliação mais comuns são todos alinhados com o CEFR. Dependendo do idioma, você precisará fazer um teste diferente. Verifique com a organização instrutiva da língua na Europa, por exemplo a Alliance Française para francês, o Instituto Cervantes para espanhol ou o Goethe Institute para alemão. Não é comum utilizar níveis CEFR para descrever seu nível em línguas não-europeias.

Quais críticas foram feitas à CEFR?

Muitos educadores inicialmente criticaram o CEFR por causa da dimensão dos seus níveis. Cada um dos seus níveis englobam uma vasta gama de aptidões e habilidades. Um estudante que acaba de alcançar um nível B1 está bem atrás de um estudante que ainda não dominou, mas está prestes a dominar todas as habilidades do B2, porém ambos seriam definidos como estando no nível B1. De um ponto de vista prático, os professores precisam dividir cada um dos seis níveis em sub níveis menores para fazer lições e avaliações.

Fora da Europa, muitos países já tem um teste de avaliação amplamente adotado. Esses países não viram vantagem em mudar para um quadro diferente de nivelamento que não esteja alinhado com seus testes de avaliação atuais. Para inglês em particular, os testes de avaliação padronizados mais utilizados não estão alinhados com o CEFR.